Drogas nas aldeias indígenas de Dourados, Mato Grosso do Sul

Publicado: 2 de fevereiro de 2011 por Leandro Possadagua em Uncategorized

Thiago Leandro Vieira Cavalcante*

A reportagem do Fantástico deu visibilidade a um antigo problema dos povos indígenas de Mato Grosso do Sul, principalmente dos Kaiowá e dos Guarani.

Infelizmente, como era de se esperar, a Globo não tocou de maneira clara na ferida aberta que é a falta das demarcações das Terras Indígenas em Mato Grosso do Sul.

É sabido por todos que entre o século XIX e até a década de 1970, com ajuda e/ou omissão do Estado brasileiro e do Estado de Mato Grosso, os Kaiowá e os Guarani sofreram um dos maiores esbulhos territoriais já registrados no Brasil.

Todos os problemas desses povos, inclusive o das drogas e a violência, estão diretamente ligados à falta de terras para que possam viver com bem-estar, garantindo sua sua reprodução física e cultural, segundo seus usos, costumes e tradições, conforme previsto no art. 231 da CF de 1988.

O art. 67 da CF de 1988, determinava que a União demarcasse as terras indígenas em no máximo cinco anos, até hoje isso não foi concluido em Mato Grosso do Sul.

A solução dos problemas dos povos indígenas de Mato Grosso do Sul só será possível quando houver terras na quantidade necessária para que todos vivam conforme suas tradicições.

O assitencialismo dos governos estadual e federal é necessário para o momento, mas não passa de paliativo. Quem realmente se importa com os povos indígenas defende as demarcações para já.

*Doutorando em história pela Universidade Estadual de São Paulo/UNESP. Atualmente, leciona na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul/UEMS, desenvolve pesquisas na área de História Indígena.

Anúncios
comentários
  1. LAís disse:

    Vendo e revendo essa reportagem vejo como a rede globo é descomprometida com a informação passada, porque não contrato alguém que fale Guarani?! para conv com esse povo, vejo mtas falhas e induções de respostas. Ex:
    O que ele Fuma?- Jornalista
    R: Droga
    Ele fuma Maconha?Jornalista
    R: é
    A linguagem é muito diferente mesmo havendo uma comunicação com população de Dourados a compreensão e diferente. outro Ex:
    Sua mãe sabe que vc faz sexo? Jornalista
    R: Sim
    Mas como uma boa otimista, acredito na visibilidade que a rede globo deu e torço para que algo seja feito.

  2. viviana Bengelsdorff disse:

    Leandro,meu amigo

    Que situação mais triste.

    Impressionou-me muito.

    Creio que é já mais que tempo dos Governantes resolverem essa tremenda injustiça.
    Ouvimos por aqui na Europa que o Brasil está a aparecer como uma grande potencia mundial, e eu pergunto:

    Como o poderá ser sem resolver essas injustiças tamanhas e de uma vez por todas respeitar os direitos desses povos?

    Oxalá o faça breve.

    Obrigada por a partilha.

    Um abraço

    viviana

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s